Praia da Barra da Tijuca – Rio de Janeiro/RJ

Hoje resolvi escrever sobre o que tem de mais famoso na Barra da Tijuca: a praia. Ela é a maior praia da cidade, começando no quebra-mar, passando por todo o bairro e indo até o Recreio dos Bandeirantes (Pontal). No artigo abaixo, vou explorar a região, mostrando o que tem de legal por lá. Confira!

A Praia da Barra, nas últimas décadas vem sendo a queridinha dos cariocas, tornando-se conhecida para os turistas por alguns motivos. Sem sombra de dúvida o tamanho é um deles: com quase 18km de extensão de orla com calçadão e ciclovia, além de uma vasta extensão de areia que propicia a prática de esportes. Olhando o mapa abaixo, você consegue compreender melhor a dimensão dessa praia que por esse motivo acabou ganhando apelidos em determinados trechos. Cada trecho é frequentado por um perfil diferente de público que vou explicar no decorrer do artigo.

Quebra-Mar

O quebra mar marca o início da praia da Barra da Tijuca. Ele fica próximo ao Morro da Joatinga, onde o mar é bem agitado sendo até ponto de encontro dos surfistas. Por esse motivo, foi construído uma estrutura com a finalidade de proteger a costa das ondas do mar. Nesse local podemos ter uma visão muito bonita da praia como um todo. Sugestão: pegue uma bicicleta e faça um passeio pela orla da praia com uma parada no quebra-mar. Você não vai se arrepender, pois o visual é belíssimo!

Só uma observação. O visual do local é muito bonito, mas a água do mar nessa altura não é boa para banho, é poluída devido ao encontro da lagoa com o mar. Infelizmente, o esgoto é jogado direto no mar. Então, recomendo o Quebra-Mar apenas como mirante e deixar para curtir a praia mais à frente.

Praia do Pepê

Fica no Posto 2, na altura do Jardim Oceânico, ainda no início da praia. É um trecho bem conhecido e frequentado pelos jovens pois é um pedaço bem movimentado, com polo gastronômico e muito burburinho. Isso sem contar com a facilidade de transporte, já que fica a poucos metros da estação de metrô. Para quem gosta de agitação, esse é o local ideal.

Orla da Barra

Andando um pouco mais a praia vai ficando mais vazia, sendo frequentada mais pelos moradores do bairro. Aí vem a grande vantagem da Praia da Barra: muitos cariocas acreditam que essa seja uma praia menos poluída. De certa forma, está certo, o mar é mais limpo e a areia também. Isso acontece por se tratar de uma praia muito extensa, gera menos aglomeração, isso reflete na conservação da praia, que pode ser visivelmente notado.

Outra vantagem que atrai bastante os banhistas é que o mar é muito bom para mergulho.  As praias da Zona Sul, se tornaram pontos turísticos da cidade maravilhosa devido a sua beleza, mas possuem ondas que quebram muito próximas a areia, dificultando muitas vezes que uma pessoa que não saiba nadar muito bem, possa se aventurar na água. Já na Praia da Barra, apesar do mar ser bem agitado na maioria dos pontos, a arrebentação é bem distante da areia e as ondas quebram de forma bem homogênea, não havendo muita surpresa no seu percurso. Muita gente aprende a surfar na Barra por causa dessa previsibilidade das ondas. De qualquer forma é importante que o banhista observe assim que chegar na praia a sinalização das bandeiras. Fica a dica.

Bandeiras sinalização praia

Outra diferença que notei da Praia da Barra para as da Zona Sul é com relação ao comércio. Isso ocorre devido a logística do bairro, onde os prédios são muito espaçados e há muitos condomínios. Dessa forma o acesso a serviços é mais restrito, diferente de Copacabana por exemplo, onde há todo tipo de serviço para todo lado, inclusive de ambulantes. Trocando em miúdos, a praia é menos cheia, menos muvucada e isso tem suas vantagens e desvantagens.

Praia da Reserva

Outra característica da Praia da Barra é que mesmo sendo uma praia urbana, ela ainda é preservada, sendo alguns pontos muito próximos à natureza. Inclusive tem um trecho da praia que faz parte de uma área de preservação ambiental, conhecida como Praia da Reserva. Você pode observar que nesse ponto acabam os condomínios a beira-mar e o calçadão, ficando apenas quiosques e uma área verde que fica entre a Lagoa Marapendi e a praia. Nesse trecho, como o próprio nome diz, a praia fica bem mais vazia, principalmente durante a semana (segunda à sexta), ficando uma praia bem intimista. Nos fins de semana, embora o acesso seja mais difícil por ser mais longe, tem um certo movimento, principalmente nos quiosques. Em resumo, pra quem gosta de uma praia mais reservada, esse é o lugar.

Praia da Reserva

Praia do Recreio

Passando a área da reserva, começa a surgir os condomínios novamente e o calçadão do Recreio. Por ser um trecho de mar aberto, é uma praia muito frequentada por surfistas, inclusive costuma ser palco de diversos campeonatos, torneios e até gravação de programas/novelas. O final da praia acontece no limite da Pedra do Pontal (lembra da música do Timaia?). Aliás, a Pedra do Pontal possui uma trilha de fácil acesso, logo, é muito comum frequentar a praia e dar um pulinho no Pontal para dar aquela conferida no visual.

Ali na Pedra do Pontal termina a Praia da Barra. Do outro lado da pedra começam a surgir outras praias da zona oeste carioca, praias menores e mais selvagens. Praias belíssimas e muito preservadas, as quais merecem um artigo separado. Aguarde, que logo, logo vem artigo sobre elas aqui no Dicas da Carioca. Hoje vou ficando por aqui.

Fonte: Dicas da Carioca

About Redação Trilhas e Turismo

Check Also

Lagoinha do Leste -Florianópolis/SC

Praia, costões, lagoa, cachoeira e mata nativa. Esses ingredientes estão todos juntos na Lagoinha do …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.