São Thomé das Letras – Minas Gerais

São Thomé das Letras em Minas Gerais, é famosa por seu lado místico e suas cachoeiras deliciosas. Rodeada por natureza e belezas naturais, São Thomé já foi tema de música de Milton Nascimento e do cantor de reggae Ventania – que está sempre por lá.

Uma das histórias mais misteriosas da cidade é que lá existe um portal que leva para Machu Picchu, acredita?

Em São Thomé das letras , você vai se esbaldar em cachoeiras, conhecer grutas, assistir o pôr do sol em lugares excepcionais, conhecer uma ladeira na qual os carros sobem (e quem sabe ver alguns duendes pelo caminho). Falei que o destino é bem místico, não falei?

Como chegar em São Tomé das Letras Minas Gerais

A vila de São Thomé das Letras fica no estado de Minas Gerais e em meio a uma montanha rochosa a quase 1,5 mil metros de altitude.

Principais distâncias:

  • Belo Horizonte: 310 km
  • Rio de Janeiro: 340 km
  • São Paulo: 350 km

Já deu para perceber que São Thóme está praticamente no meio do caminho de três das maiores capitais do Brasil?

Veja onde fica São Thomé das Letras no mapa:

Onde ficar em São Tomé das Letras

No geral, as hospedagens em São Tomé das Letras são bem simples, mas muito aconchegantes. Não vá esperando nada luxuoso, mas pode ter certeza que vai encontrar muita simpatia e uma recepção pra lá de gostosa! Fora o café da manhã que, com um toque mineiro, é sensacional.

O que fazer em São Thomé das Letras

Chegou a hora de falar o que fazer em São Thomé das Letras e minhas dica é combinar um passeio caprichado pelo Centro de São Thomé com as lindas cachoeiras da região. Não esqueça de separar um tempinho para curtir um pôr do sol caprichado.

Principais pontos turísticos de São Thomé das Letras:

  1. Centro de São Thomé das Letras
  2. Parque Municipal Antônio Rosa
  3. Assistir o pôr do sol
  4. Conhecer as cachoeiras da região
  5. Vale das Borboletas
  6. Gruta de Sobradinho
  7. Ladeira do Amendoim

1 – Centro de São Thomé das Letras

É no centro histórico de São Thomé das Letras que fica a maioria das pousadas, bares, restaurantes e até algumas pequenas agências de passeios. Já adianto: você vai subir e descer muitas ladeiras!

Dedique um tempo especial para caminhar pelas ruas de pedras e conhecer as ruelas de São Tomé.

Que fazer em São Tomé
Centro de São Thomé das Letras | Foto: Malu Pinheiro

É na principal praça da cidade, a Praça Barão de Alfenas, que está a Igreja Matriz de São Thomé construída em 1785. Logo por ali também fica a Gruta de São Thomé, onde foi encontrada a imagem de São Thome, que deu nome a cidade.

Já o “das Letras” foi adicionado graças as inscrições rupestres que até hoje podem ser vistas na própria gruta.

Que fazer em São Tomé
Igreja de Pedra | Foto: Malu Pinheiro

Subindo mais algumas ladeiras, você chegará a um dos cartões postais da cidade, a Igreja de Pedra, ou Nossa Senhora do Rosário. Toda construída em pedras, como o nome sugere, ela vale o registro!

Sua construção se deu em 1833 e ela foi terminada apenas em 1999. O legal é perceber que não foi usado nenhum tipo de cimento ou argamassa, ela é erguida apenas com o encaixe de pedra sob pedra.

2- Parque Municipal Antônio Rosa

Em um dos pontos mais altos de São Thomé das Letras está o Parque Municipal Antônio Rosa que abriga quatro pontos turísticos da cidade, um ao lado do outro: A pedra da Bruxa, cruzeiro, casa da pirâmide e praça Terapia e Pensamento

Que fazer em São Tomé
Parque Municipal Antônio Rosa | Foto: Malu Pinheiro

Pedra da Bruxa

Passeios em São Thome
Pedra da Bruxa | Foto: Wikimedia Commons

Bem, o nome se dá pela formação da pedra que, olhando lateralmente, parece desenhar o perfil de uma bruxa. É um dos locais bacanas para ver o pôr do sol.

Cruzeiro

Também no alto, a cruz foi construída ali no período colonial e até hoje a cidade permanece com a tradição de celebrar a Semana Santa de lá.

Casa da Pirâmide

Passeios em São Thome
Casa da Pirâmide | Foto: Wikimedia Commons

A atração mais disputada de São Thomé. Ali, as pessoas se juntam para admirar o pôr do sol (o visual é lindo mesmo)! E vale tudo, viu? Há quem coloque sua canga até mesmo no telhado para esperar o espetáculo.

Praça Terapia ao Pensamento

Você vai reconhecer esse local rapidinho!

A praça da Terapia ao pensamento é um espaço separado para você juntar pedras, construir sua própria pirâmide e fazer um pedido. Segundo a lenda, quando sua construção cair construção, seu pedido irá se realizar!

3- Assistir o pôr do sol

O pôr do sol é um dos momentos mais aguardados de quem visita São Thomé – principalmente porque é a hora que dizem que os duendes aparecem. Será que você dá a sorte de ver um?

Para contemplar o visual, existem três pedidas principais: a Pirâmide, o Cruzeiro e a Pedra da Bruxa. Os três ficam dentro do Parque Municipal Antônio Rosa que já descrevemos no item anterior. E nada de chegar faltando 5 minutinhos para o horário, viu? O evento é dos mais aguardados e os lugares lotam rapidinho (principalmente se for um fim de semana ou feriado)!

Passeios em São Thome
Foto: Wikimedia Commons

Se você quer evitar muvuca, fuja da Pirâmide. É ali que fica a galera mais jovem e até mesmo ambulantes. Mas, se você curte uma vibe mais musical, pode ser legal pois sempre tem alguém tocando violão.

4- Conhecer as cachoeiras de São Thomé das Letras

Além de todo o lado místico de São Tomé das Letras, a vila tem muitas (sim, muitas!) cachoeiras para conhecer!

Se você adora tomar um belo banho de cachoeira, vai se encantar com as diferentes que existem por lá. Vale dizer que para chegar na maioria delas é preciso pegar estrada de terra. Prepare-se para isso!

Vamos falar das Cachoeiras de São Thóme das Letras?

Cachoeira da Eubiose

Que fazer em São Tomé
Cachoeira da Eubiose | Foto: Malu Pinheiro

Também pertinho do centro, cerca de 3 quilômetros seguindo pela estrada que vai para Baependi, está a cachoeira da Eubiose.

A entrada é bem sinalizada e, após estacionar o carro, basta caminhar por uns 200 metros. A queda d’água não é tão alta, mas o poço é uma delícia! É cobrado uma taxa de R$5 para entrada.

Cachoeira do Flávio

Um pouco mais distante, a 7 quilômetros, também na estrada para Baependi, está a cachoeira do Flávio. A sinalização não é das melhores, mas fique atento quando avistar a Pousada do Flavio. Também é bastante visitada pelos turistas!

Cachoeira Véu da Noiva

Passeios em São Thome
Cachoeira Véu da Noiva | Foto: Wikimedia Commons

A mais longe das cachoeiras de São Thomé, mas uma das mais bonitas. A Véu da Noiva, apesar de ser bastante famosa, fica mais distante. São 9 quilômetros em estrada de terra – então, muita gente acaba desistindo de ir!

Para chegar a queda principal, seguindo pelo caminho do rio, você passará pela Cachoeira do Paraíso e Cachoeira da Lua de Mel. É cobrado uma taxa de preservação de R$15 por pessoa.

Cachoeira dos Antares

Ainda mais longe, a Cachoeira dos Antares foi uma das minhas favoritas de São Thomé! Ela fica a cerca de 15 quilômetros do centro em um desvio da estrada que leva para Conceição do Rio Verde. Também chamada de “Cachoeira da Conquista”, sua queda d’água tem 20 metros de altura. Uma delícia!

Passeios em São Thome
Cachoeira dos Antares | Foto: Wikimedia Commons

5- Vale das Borboletas

Sim, já falamos sobre as principais cachoeiras de San Tomé das Letras, mas o Vale das Borboletas é tão especial que merece um item só para ele!

O local fica bem próximo do centro, apenas a três quilômetros, por isso costuma ter bastante gente (planeje checar bem cedinho)! O acesso se dá por asfalto e estrada de terra.

Que fazer em São Tomé
Vale das Borboletas | Foto: Malu Pinheiro

O complexo tem duas quedas d’água e muita vegetação ao redor. Você pode parar o carro no estacionamento e caminhar por cerca de 100 metros até chegar na cachoeira. Na entrada é cobrada uma taxa de visitação de R$5 e, com sorte, você vai ter que disputar o lugar com borboletas – principalmente se o dia for de muito sol!

São Thomé das Letras
Vale das Borboletas | Foto: Malu Pinheiro
Que fazer em São Tomé
Vale das Borboletas | Foto: Malu Pinheiro

6- Gruta de Sobradinho

Tem uns dias a mais em São Thomé? Vale então incluir Sobradinho na jogada, que fica a 20 quilômetros, e ir conhecer a Gruta e a Cachoeira de Sobradinho.

Também dá para esticar e ir até os Poços Escondidos (são quatro piscinas naturais: Poço das Esmeraldas, Poço Azul, Poço Cristalino e Poço Verde).

A Gruta é bem especial. Ela tem 110 metros de extensão, 6 metros de altura e 3 de largura. Para conhecê-la é preciso ir com os guias da região que fornecem o equipamento e segurança necessário (prepare-se para molhar os pés!). No caminho alguns poços que dá para mergulhar e o seu final é em uma queda de cachoeira deliciosa.

É só chegar lá, pagar a taxa de visitação (R$25), esperar juntar uma galera e curtir o passeio! Eles funcionam todos os dias das 08h às 18h.

7- Ladeira do Amendoim

A ladeira do Amendoim é mais um dos pontos que revelam o misticismo de São Tomé das Letras. Por uma estrada de terra, siga as placas até o determinado momento que você chega em uma ligeira ladeira. Coloque o carro em ponto morto e tcharam! Ele continuará a subir! Saia do carro e veja com seus próprios olhos!

Há quem diga que tudo não passa de uma grande ilusão de ótica, mas outros afirmam que é a atividade magnética das pedras da região que faz o fenômeno acontecer. Não existe um consenso ou uma explicação lógica para o efeito – mais um dos mistérios da cidade.

São Thomé das Letras
Ladeira do Amendoim | Foto: Malu Pinheiro

No final da Ladeira do Amendoim ainda está a Gruta do Carimbado onde, segundo a lenda, a civilização Inca teria criado uma passagem subterrânea até Machu Picchu. Desde 2012 a gruta está fechada por questões ambientais e não é permitido a entrada. Mas fica a curiosidade, né?

Quanto tempo ficar em São Thomé das Letras

Dá para conhecer as principais atrações de São Thomé das Letras em 2 ou 3 dias. Eu dedicaria 4 dias para conhecer tudo com folga e sem pressa.

Claro que aqui também vale a premissa de evitar feriados, já que a pequena cidade fica bem mais cheia do que em dias normais (muitos turistas aproveitam feriados curtos ou até mesmo um fim de semana para conhecer a cidade). Ninguém merece ter que ficar caçando lugar para ver o pôr do sol, né?

São Tomé das Letras ou São Thomé das Letras, qual a grafia correta?

Ao longo deste post usamos as duas grafias para denominar o município e aumentar as chances deste texto de aparecer nos buscadores da internet. Afinal de conta, do que adianta escrever um texto bacana se quem está procurando não vai encontrar?

O curioso é que a grafia dupla encontra-se até mesmo no site oficial da prefeitura da cidade, que usa a versão “São Tome” em sua URL, e o “São Thomé” em todas as outras instâncias em que menciona a cidade, nos levando a afirmar que a grafia correta é São Thomé das Letras.

About Redação Trilhas e Turismo

Check Also

Cachoeira do Tabuleiro – Conceição do Mato Dentro/MG

A Cachoeira do Tabuleiro esta localizada em Conceição do Mato Dentro – MG. Em Minas Gerais ela se …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *